Cinco razões para comprar azeite brasileiro agora

Esta semana mostrei no Instagram do @umlitrodeazeite novos azeites brasileiros. Alguns são apenas amostras da primeira safra e ainda não estão disponíveis comercialmente, como o Capolivo e o Casa Albornoz. Outros, como o Azeite Sabiá, são a primeira extração do produtor. E alguns são marcas consolidadas, como o Olivas do Sul, cujo produtor é um dos pioneiros no RS e, com sua experiência, ajuda outros a implantarem seus olivais. E também há azeites premiados, como o Costa Doce.

Esses azeites, assim como os mineiros Terra Sem Mal, Serra que Chora e Serra dos Garcia são uma amostra da safra brasileira 2018. Veja abaixo cinco motivos por que é uma boa ideia comprar esses azeites e outros azeites nacionais. E seu jantar com os amigos nunca mais será o mesmo.

O aroma e o sabor são mais intensos

A principal característica do azeite é o frutado, um aroma herbáceo que ao longo do tempo vai se perdendo. Azeite é o contrário do vinho – quando mais jovem, melhor. Como a colheita de azeitonas no Brasil é feita entre fevereiro e março, os azeites estão agora no auge de seu aroma.

Os benefícios para a saúde são maiores

Experimente uma colherinha de azeite novo e sinta o ardor que ele provoca na sua garganta: isso é sinal da presença da presença de biofenois. São esses elementos que tem efeito benéfico para a saúde. Mas eles também se degradam com o tempo.

O risco de problemas com transporte e armazenamento é menor

Um dos elos fracos da cadeia do azeite, em qualquer lugar do mundo, é o transporte e armazenamento. Calor e exposição ao sol interferem na qualidade do óleo (esse, aliás, é um dos motivos de os azeites serem vendidos em garrafas escuras). Comprando azeites agora você minimiza o risco.

O mercado cresce e o azeite fica mais acessível

O azeite brasileiro não é barato. Isso não significa que ele é caro. O valor que você paga é o valor trabalho investido ao longo de todo o ano na manutenção de um pomar saudável. Quanto mais gente consumir azeite nacional, mais a escala de produção aumenta e os custos do produto final barateiam.

Seu paladar se aperfeiçoa

Depois de experimentar um azeite fresco, sua percepção deste óleo vai mudar muito e você não vai engolir mais qualquer coisa. De mero coadjuvante na salada, você vai acabar descobrindo outras possibilidades de uso.

A maioria dos produtores vende direto ao consumidor. Em São Paulo, a loja especializada Rua do Alecrim  e a Casa Santa Luzia possuem uma boa oferta de azeites nacionais. No sul do Brasil, há muitos azeites no Mercado Central de Porto Alegre e uma excelente loja em Gramado, o Empório do Azeite. Em Brasília, o Cantinho do Azeite tem loja física e também vende online.

E para entender mais sobre este assunto, inscreva-se no workshop de degustação Bebendo Azeitonas #semfalargrego, na Casa do Saber, dia 30 de maio às 20:00. Te espero por lá!

umlitrodeazeite

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *